Queimada - por Patty

- Não durma sem arrumar o seu quarto, Nessie! - dizia Bella - Está uma bagunça!

Ela fechou a porta, sem ruído. Foi então que ouvi seu grito agudo e alto.

Minha mãe gritava, parecia que o mundo inteiro havia caído sobre mim. Apesar da distância, era como se eu ainda pudesse ver, ouvir, sentir. Como, por quê? Eram perguntas que passavam pela minha mente naquele momento. Não entendia o interesse repentino dos Volturi em minha mãe; isso foi algo que nunca soube, devido aos... Últimos acontecimentos.

Eu apenas sabia que arriscaria tudo para que minha mãe estivesse em segurança. Enquanto isso, seus gritos de longe ecoavam em minha mente.

Eu corria o mais rápido possível. Meus cabelos molhados pela chuva, a névoa branca, e o céu sem estrelas. Minha respiração gélida, e o cheiro do sangue... A escuridão entre as árvores, cada vez mais diversas no bosque , não me mostravam a direção em que deveria seguir.

Foi então que ouvi, um grito agudo, alto, assim como o primeiro. De longe, pude ver o fogo, e ouvir a risadas histéricas aterrorizantes.

* * *

- É muito tarde. Não há nada a ser feito. Ela se foi. Para sempre. Não queremos o mesmo destino para você... Nessie. seus poderes são tão úteis ou mais que os dela, mas você... Temos outros planos para você. A não ser que você se recuse, então, já sabe o seu destino; lembre-se: poucos vampiros tem a oportunidade que você está tendo agora.

- O que eu ganharei? Maldade, rancor, poder? Olhos mais vermelhos? Nada disso é válido, para mim, não são opções. - Eu não aceitarei. - respondi

- Queimem-na. Já estou cansada dos Cullen, família Cullen; Renesme, a toda especial, em quem todos os vampiros falam!

- Mas, Jane - dizia um senhor. Sua pele parecia transparente e fina, sua mãos eram fracas, e sua voz, rouca - Não podemos.

- Então eu mesma a matarei!

Jane acendeu a enorme fogueira, e foi mais rápida do que eu poderia imaginar. Ela, apesar da aparência frágil, era forte, e nada pude fazer.

Foi então que o senhor entrou em ação. Jogou Jane, e ela ardeu em chamas.

Então, eu acordei.

- Filha, o que houve? Você estava gritando tanto! O que foi?

- Nada, mãe. Desculpe.

- OK, mas não se esqueça de arrumar o quarto!

Agora eu sabia que poderia dormir tranquila, pois tudo havia sido um pesadelo.

* * *

Em sala de aula, me chamaram. Fui até a secretaria, e me entregaram um envelope, me disseram que era correspondência para mim, e que da próxima vez, eu desse o endereço de minha casa. O bilhete dizia:
Espere por mim. Eu voltarei.

Jane

15 comentários:

Emily Cullen disse...

odeio a Jane ela q arda em chamas aushauhsua

Jaami disse...

aaaii credoo

Gabíh Cullen disse...

#tenso.
Adorei.

Bebetty_rp disse...

credo q orror....medo!

Lihviera disse...

me arrepiei
hehe

Alexiavic disse...

uiiii very, very tenso!!!!!!!!!

CarlyShay disse...

Não entendi... :s

Barbarababy disse...

meu Deus a loka odeio essa Jane
mas adorei a historia

Thamirys disse...

oi sou eu de novo ha thamirys
eu odeio essa jame ela q arda nas chamas ela eos voltures bjs

Anônimo disse...

contiuação please please

##LEYSA## disse...

Eu achei interessante,concerteza jane entrou em sua mente.Mas queria pedir para a autora continuar.PORFAVOR!!

Mari Cullen disse...

nossa amei por favoooor continuaçao se  eu ja amei esse  imagina se tiver continuçao vou amar mais ainda
amei amei  amei

Mari Cullen disse...

tenso as vezes parece pouco kkkkk's
tambem adorei

cullen disse...

#tenso

Izabelle silva de jesus disse...

TEEENSO PRA CARAMBA!!

Postar um comentário

blog comments powered by Disqus
Blog Design by AeroAngel e Alice Volturi