Jovens Corações - Capítulo 02

“Jacob,” Eu sussurrei, segurando minha mão sobre a boca.

“O que está errado?” Ele perguntou, se movendo desconfortável em seu assento. Estávamos no vôo de volta para casa, e eu não podia aguentar mais a náusea.

“Se mova!” Eu arfei, pulando do meu lugar e passando por cima dele. Corri pela cabine da primeira classe e me meti na frente de uma mãe esperando com sua criança pequena. A criança era grande o suficiente, ela já era treinada para usar o banheiro, ela podia esperar. Eu não.

Quando terminei de esvaziar o conteúdo do meu estômago, lavei minha boca e sai. Murmurei perdão para a mãe e tentei sorrir para a garotinha.

A mulher assentiu e apressou sua filha para o banheiro.

Jacob se levantou assim que me viu andando de volta para os nossos lugares. Seus braços estavam imediatamente ao meu redor. “Eu pensei que isso já tinha acabado.”

“Aparentemente não.” Eu gemi.

“Isso poderia ser um bom sinal.” Ele tentou soar positivo.

Eu não o respondi. Eu estava muito cansada para ter outra conversa sobre eu estar possivelmente grávida.

Jacob me sacudiu levemente. “Ness, estamos em casa.”

Meus olhos se abriram rápido e eu olhei pela janela do avião. Nós estávamos no aeroporto. Pulei do meu lugar e Jacob manteve suas mãos em meu quadril enquanto saíamos.

“Mãe!” Eu gritei no momento que a vi. Ela estava em pé com minha avó, mas ninguém mais estava lá. Eu me preocuparia com onde eles estavam depois. Eu estava apenas focada em minha mãe.

“Ness,” eu a ouvi suspirar. Corri para seus braços e ela me segurou apertado. “Senti tanto sua falta.”

“Também senti a sua, mãe.”

“Você parece pálida.” Ela destacou, sua mão imediatamente se movendo para minha testa.

“Ela se sentiu doente antes que chegássemos.” Jacob a informou.

Peguei os olhos de minha mãe indo ao meu estômago. “Vamos te levar para casa.”

“Onde está o papai?” Eu perguntei, triste que ele não estava aqui.

Minha mãe sorriu e gesticulou na direção da porta. “Não havia vaga para estacionar. Ele está esperando – “ Eu nem ouvi o resto de sua frase. Eu já estava correndo pelas portas.

Pausei quando o vi encostado contra a lateral de seu carro. Seu braços estavam cruzados em seu peito, e um sorriso se espalhou através de seu rosto.

“Aí está minha menina.” Ele disse, se afastando do carro.

Corri diretamente para seus braços, lágrimas deslizando por meu rosto.

“Por que você está chorando?” Ele me perguntou.

Inclinei-me para longe dele e limpei as lágrimas em meus olhos. “Eu não sei.” Solucei, jogando meus braços em sua volta.

Ele me afastou de si, e seus olhos caíram em meu estômago.

“É apenas sobre isso que todos vocês se preocupam?” Eu explode.

“Ei,” seus olhos se arregalaram enquanto ele me encarava. “Do que você está falando?”

“Que eu possa estar grávida.”

Ele ficou tenso.

Revirei meus olhos. “Ah, faça-me o favor.”

“Bem, se você não está grávida então você está com uma péssima crise de TPM.” Minha mãe resmungou atrás de mim.

Minha mão se moveu para meu estômago e eu lutei contra um sorriso.

“Deveríamos te levar para casa, para Carlisle.” Minha avó soava preocupada. Ambos meus pais concordaram com ela.

Entrei na casa de meus avós e imediatamente fui recebida por meus tios, Derek, Seth, meu avô, e Alyssa.

Meu avô me abraçou levemente, e manteve suas mãos em meus ombros quando ele se afastou. Ele soltou um de meus ombros para cumprimentar a mão de Jacob.

Eu meio me esperava Alyssa pular animada pela possibilidade de que eu estaria grávida, mas ela não perguntou nada sobre isso.

Vocês não falaram para ela, né? Perguntei silenciosamente para meu pai.

“Não.” Ele me respondeu.

“O que?” Minha mãe perguntou para ele. Ele balançou sua cabeça e olhou para mim.

“Deus, vocês sequer saíram? Ness, você está tão pálida quanto a gente.” Derek destacou. Olhei para meu braço que estava descansando ao lado do de meu pai. Eu sempre fui pálida, mas eu tinha mais cor que eles. Meu braço parecia bem para mim.

“Ele quer dizer seu rosto, Ness.” Meu pai murmurou em meu ouvido.

“Oh,” eu assenti.

“Ela não está se sentindo muito bem.” Minha mãe lhe respondeu.

Minhas tias olharam preocupadas para mim, meus tios encararam Jacob. Ao menos eles sabiam, mas parecia que Alyssa, Seth e Derek estavam por fora.

“Bem, vamos buscar um remédio para você. Jacob, Edward, Bella.” Meu avô gesticulou para eles andarem na minha frente. Eu tirei minha mão da mão de meu avô e peguei a de minha mãe. Ela a apertou levemente, me confortando.

“Renesmee, eu gostaria de fazer algumas perguntas pessoais, se você não quiser respondê-las em voz alta, você as pode responder silenciosamente.” Eu notei o escudo saindo de minha mãe, envolvendo meu avô e eu. Ela estava protegendo nossa conversa da mente de meu pai. Eu me senti melhor com isso.

“Ok, primeiro, como está seu ciclo menstrual?” Ele me perguntou.

Eu podia responder essa em voz alta. “Eu não tive um…” Eu cortei a frase enquanto pensava.

“Desde?” Ele exigiu. O quarto estava quieto enquanto eles me esperavam responder. Jacob se inclinou e pegou minha mão na dele.

“Eu perdi dois ciclos, mas com o casamento e tudo mais eu não estava prestando atenção.”

“Tudo bem.” Ele sorriu. “Agora, e sua náusea? Quando ela começou?”

Dei de ombros. “Não tenho certeza. Acho que logo antes do casamento.”

Meus pais assentiram ao meu lado.

“Quando foi a primeira vez que você dois não se protegeram?”

Engoli seco, de forma nenhuma eu responderei ele em voz alta. Isso é um pouquinho difícil de lembrar. Por um tempo, eu acho.

“Então é seguro dizer que foi próximo ao tempo que você começou a se sentir doente?”

Sim, foi no fim de semana que nós… que tínhamos a casa sozinhos… essa foi a ultima vez antes que eu me senti enjoada e doente.

Ele assentiu, apertando seus lábios. Ele estava em total modo doutor, não havia julgamento em seu tom ou rosto.

“Bem, isso parece estar certo. Eu gostaria de fazer alguns testes.”

Eu assenti.

Meu avô olhou para Jacob. Ele apertou minha mão antes de concordar.

Meu avô foi até o armário e o abriu. Meus olhos se arregalaram quando percebi todos os diferentes remédios e agulhas.

“Apenas relaxe, Renesmee, vamos começar com as medidas. Nada de teste de sangue ainda.”

Eu suspirei, com medições eu podia lidar.

Sentei-me em sua mesa enquanto ele envolvia a fita de medir ao redor do meu corpo.

“Parece você ainda está crescendo, e duas de suas medições estão bem diferentes das anteriores.”

“Quais?” Eu perguntei.

“Seu busto e torso.”

“O-oh,” eu olhei para minhas mãos, meu rosto corando um vermelho profundo. “Eu não notei diferença.”

“Não, você não notaria porque não é uma diferença tão grande assim, mas está lá. Suba na balança.”

Fiz o que ele pediu e ele me disse meu peso. Eu ganhei alguns quilos.

“Está se inclinando na direção de que ela está grávida, certo?”

Meu avô olhou para Jacob e assentiu.

Olhei para meus pais, meu pai estava me encarando, pensando profundamento sobre algo, minha mãe estava mordendo suas unhas enquanto olhava de mim para Jacob.

“Bem, vamos tentar ver o que está acontecendo.” Ele disse, tirando uma agulha no armário.

A pessoa mais próxima de mim era Jacob, então eu segurei sua camiseta e escondi minha cara nela, enquanto meu avô tirava sangue do meu braço.

“Esse teste vai levar apenas alguns minutos.” Ele nos informou.

“Está tudo ok, pessoal.” Eu sussurrei, olhando para meus pais. Eles não estavam respirando. Olhei para o band-aid em meu braço, que foi ocasionado pela agulha. “Oh, vocês podem – “

“Quantas vezes temos que te dizer que seu sangue não nos incomoda.” Minha mãe sussurrou. Ela não respirou para preencher seus pulmões. Sua face não aparentava que o sangue lhe estava incomodando. Ela parecia aterrorizada.

“Parece que temos uma adição na família.” Meu avô ergueu seus olhos do pequeno laboratório no qual estava trabalhando. “É positivo.”

Ouvi minha mãe arfar, e os braços de meu pai se envolveram ao seu redor para segurá-la.

“O que isso significa? Com quanto tempo ela está? Se ela tem apenas dois meses de gestação então ela não deveria estar mostrando nada ainda. As medidas não deveriam ter mudado tanto.” Ela falou rapidamente, sua voz na beira da histeria. Ela parecia desesperada.

“Bella, você precisa se acalmar. Renesmee é forte, ela está saudável. Lembre-se, ela não é totalmente humana e frágil como você era.” Jacob a assegurou.

“Não fale comigo!” Ela lhe cuspiu.

“Ela é minha esposa, Bella, o que você esperava?”

Minha mãe abriu e fechou sua boca, furiosa demais para formar palavras.

“Eu gostaria de ver se podemos conseguir dar uma olhada no que temos.” Meu avô caminhou entre minha mãe e Jacob. Ele falou como seu não houvesse tensão no lugar.

Eu assenti e o segui até a maca que ele tinha no canto do quarto. Ele estava preparado.

O monitor veio à vida, mas ele estava vazio enquanto ele analizava meu estômago.

“O que isso significa?” Jacob perguntou.

“É como com Bella. Não conseguíamos ver nada sobre Renesmee. Eu gostaria de fazer outro exame para checar. Jacob, você poderia ficar se quiser, mas…” ele cortou a frase enquanto olhava para meus pais.

“Eu não estou saindo do lado dela.” Minha mãe disse entre dentes cerrados.

“Bella, ela está bem.” Meu pai era mais forte que ela. Ele a puxou do quarto.

“Como era com minha mãe?” Eu perguntei quando eles se foram.

“Havia essa barreira protetora ao seu redor. Não conseguíamos passá-la. Fico pensando se é isso que me está impedindo de ver seu bebê.”

Meu bebê, ele acabou de dizer meu bebê. Isso era realidade. Meu sorriso se abriu lentamente em meu rosto. Todo o pânico sobre “e se” foram embora completamente. O momento no qual eu estava vivendo era possívelmente o melhor que eu poderia alguma vez experimentar.

Respirei profundamente enquanto ele me examinava. Jacob ficou próximo de minha cabeça, eu ri das gotas de suor que estavam pingando de seu rosto.

“Por que todo mundo parece tão preocupado?” Eu perguntei.

“Sua mãe teve dificuldades grávida com você. Você se lembra quando te contaram sobre isso.” Eu assenti. Meu avô continuou. “Nós sabemos que você é mais forte que ela, mas são as memórias que guardamos que estão nos fazendo preocupar, querida. Apenas não queremos ver você passar pelo o que ela passou.”

“Mas nós estamos mais preparados dessa vez, certo? Esse bebê seria mais humano do que qualquer outra coisa, não é?” Jacob perguntou, o pânico claro em sua voz.

Meu avô assentiu.

“Sempre podemos ter esperanças.” Ele respirou profundamente antes de continuar.

“Você pode se sentar agora. Parece que seu bebê está protegido pela mesma coisa que você estava. É difícil dizer com quanto tempo de gravidez você está, ou quando você engravidou, mas manteremos um olho nas coisas. Se você concebeu quando acho que foi, você está apenas progredindo ligeiramente mais rápido que um ritmo normal. No momento não temos nada com que se preocupar.” Ele se virou levemente para a porta.

“Edward, Bella, vocês podem entrar de novo.” Ele disse suave, sabendo que eles o ouviriam.

“Isso poderia ser similar, mas diferente.” Meu pai estava falando antes mesmo de entrar no quarto.

“Ela não parece tão doente como Bella estava, então isso é um bonus. Podemos mantê-la hidratada com o que for que ela precise.” Ele parecia estar se assegurando juntamente com todos os demais no quarto.

“Eu sinto muito, Nessie, se eu soubesse que iria ser assim…”

“Shhh.” Eu o calei, me inclinando para beijá-lo. “Estou bem –“ Eu abaixei minhas mãos para meu estômago. “Estamos bem. Eu posso fazer isso.”

“Tem alguma coisa que você queira?” Minha mãe me perguntou.

Assenti e todo mundo no quarto se inclinou para ouvir, prontos para me conseguirem o que seja que eu desejar. “Eu quero caçar.”

“Traremos sangue para você.” Meu pai perguntou rapidamente.

“Sangue humano na casa? E o Derek?” Eu perguntei.

“Ele aprenderá a lidar com isso.” Jacob rosnou.

18 comentários:

Iara disse...

Muito bom... Quero mais postem maiss... xD

Terezasantos2025 disse...

AI MEU ANIMOS PENSEI QUE VÇ NÃO IA POSTAR MAIS
BEIJOS E POSTA MAIS
TO NA TORCIDA PRA SER UMA MENININHA

Josianenaila disse...

O QUE ACONTECEU COM O FINAL DE SOL ARDENTE.
TO ESPERANDO.....

Josianenaila disse...

MUITO LEGAL!!
TO ADORANDO, CONTINUE POSTANDO VIU.

Anabeatrizsasilva disse...

eu to esperando desde ontem

Maria B.S. disse...

Amando a continuaçao, muito fofa a capa! :)

Terezasantos2025 disse...

AHHH CADE O PSTI DE HOJE EU QUERIA SABIA !!!(BIQUINHO)..
AI MEU CORAÇAO
POSTA MAIS FLOR TA LEGAL

Amannda Soares4 disse...

Ahhhh....queroo maiis....prefiroo ver nesse site do que no FoForks!!.....aiaiaa....quero maii'z

Camila disse...

Gente, esta ficando maravilhoso esta fic...quero mais p/ ler...

Camila disse...

É mesmo o que aconteceu com o Sol Ardente já estamos quase no final de ano e até agora nada justo quando a história estava ficando bom..

Terezasantos2025 disse...

OI !!!! CADE O POSTI DE HOJE POR FAVOR POSTA MAIS *______*
BEIJOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

Yasmim Cullen disse...

To amando ja li praticamente tds os livros daki, e cd a continuação do Sol Ardente, td bem q tava ocupada por causa do natal mais isso foi a mesessss

Laura Castro' disse...

^^

Barbara disse...

também... to morrendo de curiosidade como vai acabar sol ardente...

Barbara disse...

ISSO MESMO!!!Cadê a continuação de Sol Ardente!!!To morrendo de curiosidade, tava quase me matando para saber o final... Quando que eles vão postar??????

Millypoppy disse...

ela vai beber sangue humano?sera que o bebe vai ser menino ou menina?louca para saber!!!

jessica ribeiro disse...

ahhhh reneesmee gravida
que to´ppppppppppppppppppppp

Isabella disse...

ISSO TA MUITO BOM.

Postar um comentário

blog comments powered by Disqus
Blog Design by AeroAngel e Alice Volturi