E Se Alice Salvasse Emmett... - Capítulo 34: É Ele

Alice

É ele, o Jasper. Sim, era ele mesmo. Me lembro de suas feições, dos tons dourados de seus cabelos em minhas visões. Sim, era ele. Só que ele não parecia tão perigoso assim!

Será que eu estava errada quanto a ele?!

Ele era tão gentil comigo. Como é que ele poderia ser cruel e sanguinário?!

Hmmm... Não sei...

Odeio assumir, mas creio que eu estava errada!



Emmett

O quê?! Era esse o tal do Jasper?! Ah, ele ia se ver comigo!

- Ai, o nanico. Desencosta dela! – cheguei o empurrando.

- Hei!

- “Hei” o quê, rapaz?! Não vem encostando nela, não!

- Mas... Por que não?! Ela é sua propriedade? Pagou quanto?!

- Jasper, por favor... – Peter entrou no meio da conversa. – Emmett, o que você pensa que está fazendo?!

- É ele, é ele o homem que aterroriza Alice!

- Como?! – Peter, Charlotte e Jasper responderam juntos.

- Sim. Eu sei que você fez coisas horríveis!

- Bem... – ele estava assumindo. Sim, eu sabia que ele era culpado de tudo isso!!!

- Emmett, eu acho melhor irmos embora!

Ah, coitada. Está com medo desse infeliz chamado Jasper. Ah, não, ele ia pagar por tudo o que fez para Alice! Ah, se irá!!!

- Não, Alice, nós vamos ficar!

- Emmett, é melhor vocês irem! Você está com os ânimos muito exaltados!

- Mas eu tenho uma boa causa.



Jasper

O que diabos foi que eu fiz desta vez?! Eu mal conheço o rapaz, e a belíssima senhorita, e ele já vem querendo me esganar?!

Será que a senhorita, Alice, era namorada dele?!

Não, não poderia, não teria como. Ele parece ser uma pessoa agressiva e arrogante demais para uma donzela tão delicada como ela!

Eles não podem estar juntos! Não mesmo!

Além do mais, ela só se assustou um pouco comigo, agora, com ele... Ela está aterrorizada! Eu não tenho motivos para tal, visto que eu conseguiria acabar com ele em segundos em uma luta.

Mas pela honra de Alice, a belíssima senhorita que eu recém conheci, eu não faria algo tão cruel. Ela ficaria tão atordoada se eu destroçasse seu amigo. Ficaria inconsolável.

- Emmett, por que você está agindo assim?! – Peter tentou conversar, ver se conseguia amenizar os ânimos dele.

- Por que?! Você me pergunta por que?! Por que não pergunta para o seu amiguinho aí atrás?! Pergunta para ele, não para mim!

O quê?! Para mim?! O que eu tenho a ver com isso?!

- Jasper, o que está acontecendo?! O que houve?!

- Boa pergunta, Peter. Não estou entendendo nada!

- Não se faça de inocente! – Mas que cara mais insolente!!!

- Eu não estou me “fazendo” de inocente! Eu não sei de nada o que está havendo. Acabei de conhecer vocês dois, nunca os vi antes, e, sinceramente, não sei o motivo de você sentir tanta raiva de mim!

- É claro que sabe!

- Sei?! – Será que eu matei alguma companheira dele nos antigos tempos?! Bem, só pode ser isso. Qual outra razão ele tem?! – Ah, eu matei sua companheira?!

- O quê?!

- É, eu matei sua companheira para você reagir assim perante mim!?

- Não, nunca tive companheira antes.

- Jasper, o Emmett é quase que um recém transformado! – Charlotte me alertou. Hmmm... Novato. Tem força, mas não sabe usa-la controladamente. Alvo fácil.

Não. Chega. Para. Esse tempo já passou. Agora é tempo de coisas novas, de ter novas experiências... Nada de passado. Nada de guerras, morte e sangue...

Sangue... Alguém estava por perto.

Parei de respirar instantaneamente. Peter e Charlotte perceberam no mesmo segundo o motivo, e então correram fechar a porta e as janelas.

- Qual o problema?! Vai querer encarar agora? Está achando que ficar em um ambiente fechadinho, pequeno, você me intimida?!

- Emmett! – a belíssima Alice pedia a ele.

- Heim, você acha que me dá medo?!

- Emmett, por favor! – ela pedia encarecidamente para que ele parasse.

- Heim... O que me diz?! Agora? Aqui mesmo? Onde?! Me diz magricela!!! – e ele ignorava totalmente os pedidos que ela fazia.

- Emmett, por favor!!! – ela gritou.

- O que foi?!

- Não seja rude com ela! – rosnei.

- Por que? O que vai fazer? Vai me bater? Vai me matar?!

- Emmett! Chega!

Nossa. Depois do grito desesperado de Alice, eu até me recompus da posição de ataque.

Emmett ficou envergonhado, mas ainda me olhava pelos cantos dos olhos. Seu corpo ardia em ódio, raiva e tudo o que era maligno. Ele me odiava até a alma. E o pior de tudo isso: eu nem sabia o motivo!



Alice

Emmett estava perdendo a noção da situação. Ele perdeu a cabeça, na verdade. Estava querendo atacar um vampiro experiente, que lutou com diversos e... Bem, matou muitos!

Se Emmett investisse contra Jasper, seria uma ação suicida. E eu não seria capaz de pará-lo a tempo. Ele mal me ouvia!

O que eu podia fazer para que ele me ouvisse?! O que eu podia fazer para que a situação se acertasse?!

Meu Deus, o que eu faço?!

Olhei para Charlotte, que estava em um canto mais escuro da sala. Fui para perto dela.

- Me ajude! Por favor!

Todos tinham ouvido o meu pedido, mas eu não me importei. Charlotte foi até Peter, e o abraçou. Ele, que estava nervoso, diminuiu drasticamente a tensão do corpo. Ela olhou para mim.

Eu entendi.

Eu devia fazer o mesmo, afinal, para ela, Emmett e eu éramos casados!

Fui até Emmett, ele continuava emanando força. Eu seria muito tola dizendo isso em voz alta, mas parecia que Emmett emanava sim força, ou certa fonte de poder quente. Ele estava com raiva, e não fazia questão de esconder isso de ninguém.

Inclusive de Jasper.

Inclusive de mim!

Coloquei minha mãe em seu antebraço. Instantaneamente, ele desviou o olhar assassino de Jasper e foi de encontro a mim. Quando seus olhos encontraram os meus, eles se tornaram da água para o vinho. Toda a raiva, pareceu se esvair.

Sim, creio que deu certo a técnica de Charlotte.

- Emmett, eu acho que é melhor irmos embora!

- Mas eu ainda tenho assuntos a conversar com ele!

- Não seja tolo! Venha, vamos embora! É a melhor coisa a se fazer!

Ele olhou relutante. Não queria ir embora, queria fazer algo de mal a Jasper, pois ele acreditava que ele tinha feito algo de mal contra mim.

- Preciso saber de algo antes.

Ele se desviou de mim e foi até Jasper. A diferença de altura e força física entre os dois era grande, mas parecia ser quase inato de Jasper a velocidade e a inteligência. Ele sabia combater, ele sabia lutar... Ele sabia matar!

- Emmett, vamos! Por favor?!

- Por que você insiste em ignorar a senhorita?! – Ai, meu Deus... Ele me chamou de senhorita. Ele fica tão perfeito me chamando de senhorita!

- De onde você a conhece?! – Emmett o questionou calmamente sem responder a pergunta anterior de Jasper.

- Eu acabei de conhecê-la.

- É mentira. De onde você a conhece?! – Aos poucos, com as palavras, Emmett parecia se irritar novamente.

- Eu não a conheço, acabei de conhecê-la. Já lhe disse isso!

- Mas é mentira!

- Não, não é!



Jasper

O grandão não tinha cérebro. Essa era a minha única resposta para as suas ações.

Olhei para Peter. Ele voltou com os dois há pouco tempo, pois então ele teria de falar algo a meu favor. Além do mais, Peter e eu nos conhecemos há muito tempo.

- É verdade, Emmett. Nos conhecemos ontem à noite. Nunca tínhamos nos visto antes!

- Pelo o que eu entendi, vocês não vivem grudados as 24 horas do dia. Ou vivem?!

Esse Emmett era um ser extremamente desconfortável. Se ele continuasse com essa, eu teria de ensinar boas maneiras a ele!

- Não, mas eu tenho certeza de que Jasper está falando a verdade!

- Como tem tanta certeza, se depois que vocês saíram do México, Jasper ainda ficou por um tempo lá antes de vocês voltarem?!

- Bem...

O quê? Eles contaram toda a história?!

- Vocês contaram tudo?!

- Não, nem tudo!

- Como assim, “nem tudo”? O que vocês pularam? – Alice questionava curiosa Peter.

Peter ficou intimidado, apesar de não haver necessidade. Alice não estava chateada ou brava, apenas estava curiosa.

- Bem, Maria continua viva!

- Ah...

Ok, uma das verdades não contadas!

- E mais nada?! – Emmett forçou.

- Nada.

- Nada do tipo, “eu transformei uma linda jovem de cabelos castanhos e espetadinhos por acaso?!”

- O quê?! – Deus, além de tonto, era louco!

- Sim, foi você quem transformou a Alice, não?!

- Como?!

Eu transformei Alice?! Não, nunca! Se tivesse cruzado com essa linda mulher antes, eu teria desistido de Maria no mesmo segundo!

- Sim, foi você, não foi?! E agora vem atrás dela para pegar o que é seu!

- Hãn?!

Ninguém estava entendendo. Emmett gostava de complicar as coisas, de fazer aparecer nuvens escuras em uma linda manhã de sol!

15 comentários:

Alice Whitlock disse...

Ahhh, esse cap é levemente parecido com o da outra fic, o que muda mesmo é a persepção de Alice em relação ao Jasper e os fatos posteriores.
Então, calma pessoal, só esse é bem igual, os outrso vão senddo bem diferentes :) 

JaneVolturi♥♥ disse...

Ameii!! Bjs

Gabii disse...

Estou na expectativa dos proximos capitulos!

Karem Scarabeli disse...

Amoooooo as fics de vcs....

Laryfamilia disse...

Adorei o capitulo! Estou mt curiosa para saber o q o Emmett vai fazer! bjos

Beatrise disse...

Legal! Muito bom, mas não é muito diferente do outro cap; gostei mesmo assim. Cade o resto da galera?
Pergunta besta, eles estão viajando e não estão tendo tempo de comentar(mas estão lendo, creio eu, pois é quase impossivel ficar longe do Fiks de Forks.
                                                                                                   Beijinhos ate amanhã ;-)

LinnMERAZ disse...

é mesmo mesmo estando no trabalho,eu dou um jeitinho e corro pra ver os caps,bjsssssss

Alice Whitlock disse...

:)

Alice Whitlock disse...

Ehhh, obrigada :)

Alice Whitlock disse...

Obrigadaaaa!!!
Estamos com o sorriso a la Chershire Cat aqui ehehhe :)

Alice Whitlock disse...

O que vai acontecer é diferente nessa e na outra fic :)
Estou aqui curiosa para saber o que vocês vão achar :)

Alice Whitlock disse...

sim, esse cap é parecido com o outro, o que muda é as decisões daqui para a frente :)
Ahhh tomara que o pessoal volte sim, quero muito saber o que todas vão achar :)

Alice Whitlock disse...

Igual eu, ahuahaua
O ruim é quando meu chefe chega sem aviso, ehehhe :)

Alice Whitlock disse...

Obrigadinha!!Logo logo vc descobre :)

Alice Whitlock disse...

É sim, são meio que parecidos porque o que difere são as ações e decisões, mas os finais serão bem diferentes :)
Só esses caps por enquanto ficam meio parecidinhos, porque o encontro de qualquer forma foi o mesmo.
Sim sim, tomara que o pessoal não nos abandone nesse final de fic :)

Postar um comentário

blog comments powered by Disqus
Blog Design by AeroAngel e Alice Volturi